sábado, maio 28, 2005

Barco em Seul

Seul é uma cidade fantástica. Como eu não sabia o que esperar de lá, acabei gostando muito de tudo o que vi. Menos do caranguejo cru e apimentado que insisti para que pedissem em um restaurante coreano. Às vezes eu me arrependo de abrir a boca...

Mas antes de falar de lá, melhor falar como é que eu fui parar do outro lado do mundo, numa viagem que dura horas e horas sem que o sol se ponha na janela do avião.

Fui a trabalho, conhecer dois dos mais empolgantes mercados de telefonia celular do mundo (depois de Seul, fui pra Tóquio). A Coréia do Sul, então, é uma coisa descomunal. É um país pequenininho, mas com quase 80% da população usuária de celulares. Os caras adoram música, ringtones, baixar joguinhos e outras coisas que, por aqui, demoram um pouco a decolar.

Saí de Brasília, fui a São Paulo e de lá para Nova York. Foram só algumas horas no aeroporto de JFK – que é tão grande que você precisa de trenzinho para ir de um terminal a outro, onde já se viu? (caipira!!! hehehe). Mas já deu para sacar algumas figuras da louca América: tira com copão de café na mão, manos gordíssimos com roupa de hip hop, uma faxineira imigrante chicana e marrenta que dizia toilet paper is not for the hands...

Tirei os tênis, saquei o laptop da bolsa e abri todos os bolsos do meu enorme casaco na saída de JFK. Take your time, disse o oficial da imigração antes de eu passar pelo raio-x. Uma das raras demonstrações de gentileza vindas por parte dessa turma.

A United, que levou a galera de Nova York para Seul (com conexão em Tóquio, avaliem), é bacana. Muito espaço para as pernas. Muito papo com a turma, Veja, Marie Claire e Zuenir Ventura (Minhas histórias dos outros) para passar o tempo. Ouvi Keane pra caramba. Aliás, cantei Keane o tempo todo enquanto estava sozinha na viagem. E dormi muito, principalmente depois que a minha máscara de dormir chegou.

As horas passam rápido. Uma volta lá pelas linhas de cima do globo terrestre, por cima de Anchorage, capital do Alaska. Linha internacional de data. Eu não vivi o dia 14 de maio de 2005.

Saímos daqui na noite de 13 de maio, chegamos lá quase às 11 da noite do dia 15. O cansaço se mistura com ansiedade e empolgação. Hotel novo, celulares coreanos, recomendações mil, elevador escuro, quarto, chuveiro, cama.

Antes disso, tenho de aprender como é que se faz para apagar a luz do quarto. Fico zanzando por 20 minutos procurando os interruptores, um zumbi com vergonha de ligar para a recepção e pedir ajuda, até que um lampejo de inteligência surge: tudo, absolutamente tudo, da luz à TV e às cortinas, funciona com controle remoto. Hora de reaprender como é que as coisas funcionam em uma terra completamente diferente. Bem-vinda à Coréia do Sul.

(Ah, sim: a foto é de um barco-restaurante, no meio da rua, perto do hotel).

4 comentários:

Anônimo disse...

Ei, Menina! Curti seu relato! Esse barco no meio da rua me lembrou um restaurante que tem no Barra Shopping (RJ). Curto tb Keane e canto (-+) todas as músicas. Tks pelo link :-) Da lista que tem no meu blog, só um eu conheço pessoalmente..ehehe. Não é à toa que meu pseudônimo é Lain (a menina do anime Serial Experiments).
Bom, vou colocar seu link lá tb.
bjs
Alessandra Carvalho (Ale-Lain)

Albert Dobbin disse...

Mary, que fera!!! Eu não sabia que você tava viajando. Eu dava uma passadinha por aqui mas ainda tava no post sobre a cúpula. De repente recebo seu mail avisando sobre a atualização... QUE CHOQUE!!! Tô de careta com essa sua viajem prá Seul, quando sair reportagem sua sobre o assunto, avisa aê! Parabéns e sucesso!
Abraço!
Albert Dobbin

Anônimo disse...

Que legal! Gostei do modo como descreveu sua chegada ao outro lado do mundo. Comecei a pensar no que fiz nos dias que você estava viajando e lembrei que também não vivi o dia 14/05, passei o dia inteiro fazendo uma prova para o TCU, que dia cansativo. Beijos, parabéns pelas suas conquistas e novas experiências.Adorei!Mary Anjos ;-)

Anônimo disse...

Que legal! Gostei do modo como descreveu sua chegada ao outro lado do mundo. Comecei a pensar no que fiz nos dias que você estava viajando e lembrei que também não vivi o dia 14/05, passei o dia inteiro fazendo uma prova para o TCU, que dia cansativo. Beijos, parabéns pelas suas conquistas e novas experiências. Mary Anjos ;-) Adorei!!!