segunda-feira, fevereiro 28, 2005

Mais um

Confissões, desabafos e podreiras de todos os tipos? Veja em
http://postsecret.blogspot.com
É mais um que vai para a minha lista. E os desenhos enviados pelas pessoas ainda são uma graça!

Comendo perigosamente

Uma orgia para o paladar, uma condenação para o colesterol e para as artérias. São receitas assim as apresentadas em um site do qual ouvi falar esse fim de semana. É o Eat Dangerously (www.eatdangerously.com), pelo qual simpatizei logo de cara, hehehe. Entre as receitas, duas brasileiras: feijoada e brigadeiros, que ganharam a fofíssima tradução de Little Balls of Love.
Isso vai para os meus links!

Bem, amigos da Rede Globo,

Estou de volta à civilização depois de dois dias morgando em São Jorge. Não fiz trilha, não fui ao Vale da Lua, nem visitei o aeroporto de ovnis em Alto Paraíso. Só torrei no sol, na medida do possível :-), e nadei, ri com amigos e brinquei na piscina. Voltei para casa debaixo de uma chuva espetacular. Foi um final de semana ótimo. Estou feliz.

domingo, fevereiro 27, 2005

sábado, fevereiro 26, 2005

Bom fim de semana!

Não deu tempo, nem tive saco de escrever nada hoje, mas prometo que segunda-feira será diferente.
Vou passar o sábado e o domingo bem longe daqui, em um lugar distante, onde não há celular nem internet. Será que eu sobrevivo? Hehehehe. Claro que sim.

quinta-feira, fevereiro 24, 2005

Irmão

Apesar de todas as atrocidades do mundo e das notícias, eu tenho um motivo muito sério para ficar contente.

É um garoto branquinho, de olhos azuis e sobrancelhas espessas, inteligente, prestativo, amigo, tímido, cuidadoso e muito sério. É o meu irmão mais novo, Rubem.

Depois de dois sustos, esse rapaz se consagrou como o mais novo calouro da UnB. Passou nos 47 minutos do segundo tempo, já nos últimos descontos do juiz (ok, vamos denominar isso segunda chamada), para Farmácia.

Eu sei, já te dei uns cinco abraços e pulei em cima de você quando você me deu a notícia. Mas acho que ainda não expressei 100% a alegria que fiquei. É simplesmente a de dizer que, daqui pra frente, rapaz, tudo simplesmente deslancha. É só trabalhar sério e ficar atento às oportunidades.

E pode tratar de se despedir desse seu cabelo liso, que muita mulher queria ter igual... que ele vai simplesmente embora no dia da sua matrícula. Mas é como você disse, melhor ficar sem cabelo do que sem vaga na universidade, certo?

Beijos pra você, irmão,
Da sua irmã :-)

Notícias do dia

Vamos lá:

Vilma Martins, a Nazaré-da-novela-das-oito, pode estar mais perto de ganhar a liberdade. Ela desistiu de um recurso para revisão de sua sentença de mais de 14 anos. Mas, em compensação, completará em breve um sexto de sua pena, o que a habilita para progredir para o regime semi-aberto de prisão. Assim, ela poderá trabalhar ou estudar (sei...) de dia e voltar para a cadeia à noite.
Tadinha da Vilminha, ela não concorda com a sentença a ela imposta pelos crimes que cometeu.
Segundo a advogada, já foi massacrada o suficiente pela mídia e pela novela das oito.
Tadinha da Vilminha, cuti-cuti-cuti, qui-qui-qui-qui-qui-qui-qui-qui

Gente, eu também quero ganhar salário de R$ 21,5 mil! Eu não ia nem saber o que faria com tanto dinheiro. Vamos ver: acho que eu iria a Nova York, depois a Paris, depois eu compraria um livro lindo de moda que fiquei lendo na terça passada (é um catatau, deve ser carésimo).
Em uns dois anos, eu teria um fluxo constante de dinheiro, que somaria R$ 1 milhão no final do período. Isso é muito melhor que ir para o Big Brother, especialmente considerando-se que eu não teria de tomar sol de biquíni enquanto as câmeras me filmam.
De que lugar do orçamento vão tirar $$$ para cobrir as promessas de campanha do Seu Severino, isso ninguém sabe ainda. Isso porque só na sexta feira sai uma programação de receitas e despesas.
É uma promessa cara, que sabe-se lá o que acontecerá com os parlamentares se não for cumprida.
E as promessas de campanhas feitas ao eleitor, hein?

quarta-feira, fevereiro 23, 2005

Pára tudo!!!!

Placebo vai tocar em Brasília!!!! Como assim???
E ainda mais no dia do meu aniversário, 23 de abril!!!!
Vou poder comemorar cantando

Every me and every you
Every meeeeeeeeee :-)

Amo muito esse som andrógino. Já estou lá...

Azulejos


Azulejos
Originally uploaded by Mari Ceratti.

Recebi hoje essa foto, por e-mail. É de divulgação do programa Monumenta, do Ministério da Cultura. Eles estavam esperando 200 inscrições para a escola de azulejaria de São Luís, mas receberam 719 requisições de um pessoal bem jovem, entre 18 e 23 anos.

Muito bonita essa foto, adoro azulejos.
Nunca fui ao Maranhão, mas quem sabe um dia? Agora que tenho amigos lá...

segunda-feira, fevereiro 21, 2005

Eba!

Amanhã tem viagem pra São Paulo! A segunda do ano.
Tá bom que é apenas um bate-e-volta. Vou de manhã, volto à tarde.
Não vai dar tempo de ver lojas, nem ir ao Mercado Municipal (ai, saudade!!!) ... mas para tudo isso acho que ainda vou ter um milhão de oportunidades.
Estou contente assim mesmo :-)

Mar Adentro

Mar adentro, mar adentro,
y en la ingravidez del fondo,
donde se cumplen los sueños,
se juntan dos voluntades
para cumplir un deseo.

Un beso enciende la vida
con un relámpago y un
trueno,
y en una metamorfosis
mi cuerpo no es ya mi
cuerpo;
es como penetrar al centro
del universo.

El abrazo más pueril,
y el más puro de los besos,
hasta vernos reducidos
en un único deseo:

Su mirada y mi mirada
como un eco repitiendo,
sin palabras:
más adentro, más adentro,
hasta el más allá del todo
por la sangre y por los
huesos.

Pero me despierto siempre
y siempre quiero estar muerto
para seguir con mi boca
enredada en tus cabellos.

(Ramón Sampedro)

sexta-feira, fevereiro 18, 2005

Diálogos Míopes (2)

(Depois da aula de natação)

- O curso de jornalismo é assim - disse eu - difícil de entrar, fácil de sair.
- Fala sério! - respondeu Fernanda - Eu tenho vários conhecidos que fizeram o curso nas coxas e se formaram em quatro anos.
- A formação é muito superficial, é foda. Não tem matérias de economia, política... Só se você conseguir que a UnB te dê.
- Mesmo na USP, que é famosa, parece que o pessoal reclama. E eles ainda tem umas aulas de história e tal. Eu mesma só fui aprender jornalismo online mesmo no dia-a-dia.
(Já nos respectivos boxes dos chuveiros, a água jorrando forte)
- Cara, eu também. No Provão, fizeram umas perguntas sobre jornalismo online... e foi foda ver que a UnB não ensinou certos conceitos pra gente.
- No Provão... ######################################################
(Nesse momento, a transmissão é cortada pelo som dos vários chuveiros ligados ao mesmo tempo, em boxes com péssima acústica)
- Fer, a gente pode continuar conversando depois? Não tô conseguindo te ouvir. Pra piorar, estou sem óculos...
(É como disse a Marieta Severo em Janela da Alma: por alguma estranha razão, quando tiro os óculos também fico meio surda.)

Diálogos míopes (1)

(Na aula de natação)

- E aí, Mari, a cirurgia sai quando?
- Espero que logo, né? Fiz mais uns exames essa semana. Não vou poder fazer só a de laser não.
- Por que?
- Não vai tirar a quantidade de graus suficientes pra eu me livrar dos óculos.
- E aí, como é que faz?
- Abre o disquinho da córnea com laser, coloca uma lente nova e fecha. Em uma semana dá pra nadar de novo.
- Legal, hein? Tá nadando de lente hoje?
- Não, desisti disso. Apesar de eu gostar...
- Sei...
- Eu adoro lente de contato. Meu único problema é tirar.
- Por que? Você tem dificuldade? Machuca o olho?
- Não. É que quando eu tiro eu não vejo mais nada.

Ora, as modas

Um jovem punk torna-se menos correto e gentil que os outros só porque gosta de raspar o cabelo em estilo moicano e usar piercings pelo corpo?

Uma garota nos seus 20 anos é menos inteligente do que as outras simplesmente porque gosta de alisar os cabelos e usar strass espalhado pela roupa?

Certos políticos deixam de ser corruptos (ou corruptíveis) pelo simples fato de usarem terno, gravata e cabelos alinhados com gel?

Não creio. Não creio.

Então, o que explica a decisão do pessoal do colégio Galois de criar aquele ridículo uniforme de gala para a molecada da 7a e 8a séries?

Bom, o uniforme em si não é ridículo. Parece até com aqueles que nossos pais e mães e avós usaram lá pelos anos 40 e 50. E que até hoje é usado na Argentina, na Europa e no Japão. Ridículo é impor a moda em uma cidade árida como Brasília. E ainda fazer os pais pagarem entre R$ 380 (o masculino) e R$ 420 para vestirem seus pimpolhos de saia de pregas, colete e gravatinha.

Desnecessário dizer que os moleques ficaram putos. A partir de agora, a nova moda fica valendo durante um dia da semana. Nada de usar as baby-looks modernosas, que a gente vê aos montes quando eles vão almoçar lá no Pátio Brasil. Daqui a alguns anos, no máximo, cinco, a coisa vira permanente e eles terão de usar isso todos os dias.

Isso porque a direção da escola acha que o uniforma ajuda a promover um retorno aos "valores tradicionais" (ai, meu Deus, sempre eles). Tá bom, eles podem fazer isso. Dá para incutir valores familiares levando os garotos para a fazenda (como eles fazem uma vez por semana) e ensinando certas noções de mecânica, cuidados domésticos, etiqueta, etc., o que aliás é superlegal. Mas precisa impor essa moda assim?

Se a moda vai dar certo ou não, se as outras escolas vão gostar da idéia ou não, se os alunos vão queimar o uniforme ou não, isso só o tempo vai dizer.

A única coisa certa é que as colegiais do Galois deverão se tornar o próximo fetiche dos tiozões-velhos (e outros nem tão velhos assim) da cidade.

=========================================

Feliz era eu, que ia lépida e fagueira pra escola de camiseta cinza com um minúsculo logotipo do CEAN. Viva! :-)

quinta-feira, fevereiro 17, 2005

Nós e eles

Superboa e muito pertinente a comparação que alguém do No Mínimo fez entre Severino Cavalcanti, o novo presidente da Câmara, e os dirigentes da turma de George W. Bush. Agora só falta termos programas de incentivo aos "valores tradicionais" nas escolas e universidades...

Curioso isso

O Microsoft Word não reconhece nem a palavra Windows, nem Microsoft. Ambas ficam sempre com aqueles risquinhos vermelhos.
(Não vou nem comentar os erros de gramática que o próprio corretor comete...)

quarta-feira, fevereiro 16, 2005

Esqueçam, esqueçam...

Pois é, gente, tem presidente novo na Câmara dos Deputados! Nem Greenhalgh, nem o irrequieto Virgílio-e-seus-dois-palmtops.

Severino Cavalcanti, do PP, foi eleito com apoio maciço do baixo clero - que certamente se animou com a promessa de obter aumento salarial capaz de equiparar os deputados aos ministros do STF.

Mais do que um ataque (ainda maior que o atual) ao bolso do contribuinte, há algo mais que podemos esperar: dois anos de muito, mas muito conservadorismo mesmo, na discussão de certas pautas na Câmara. Direitos civis dos homossexuais? Legalização do aborto? Esqueçam. Tratem de ignorar, a partir de agora, estes e outros assuntos espinhosos à direita católica ultramegaconservadora-plus. Seu Severino não gosta.

Mais sobre o novo presidente da Câmara e seus nobres colegas:
http://www2.camara.gov.br/deputados

segunda-feira, fevereiro 14, 2005

The way to the future... the way to the future...

Que mais? Fui assistir O Aviador esse final de semana. Não é um filmaço, nem um filmelho... é um bom filme, uma boa história de um cara empreendedor megalomaníaco e compulsivo. Obsessivo-compulsivo, eu acho. Matéria de análise pros meus amigos estudiosos do comportamento humano.

Bom, o filme é bacana... Leonardo di Caprio, não fosse conhecido mais por sua faceta celebridade-namorado-de-Gisele-Bündchen, não tivesse perdido seu tempo com filmelhos tipo A Praia, talvez seria mais visto pelas pessoas como o bom ator que é. Nossa, faz uns 10 anos que eu o vi como o irmão autista de Johnny Depp em Gilbert Grape e fiquei impressionada. O cara rouba a cena de Johnny e de Juliette Lewis, a mocinha da história!

A única chatice do filme é seu tempo de duração, umas três horas. E, no final, ninguém se dá ao trabalho de dizer que fim levaram Hughes, seus filmes e a TWA.

Em tempo: Hughes morreu em 1976, de insuficiência renal. Seu último filme foi Jet Pilot, de 1957 (the Outlaw, cuja história é contada durante O Aviador, é de 1943). Já a TWA faliu em 2001.

Mais sobre a biografia de Howard Hughes:
http://www.imdb.com/name/nm0400652/

And so it is

Em 2005, essa será provavelmente a música preferida (de muita gente, não só minha) para ouvir, amar (brega!!! hehe), chorar, sonhar, se apaixonar ou simplesmente se lembrar de Closer, um filmaço... Eu não sabia que essa música tinha um vocal feminino até ouvi-la hoje de manhã no trab. Tem, e é superbonito.

The blower's daughter
(Damien Rice)

And so it is
just like you said it would be
Life goes easy on me most of the time
And so it is the shorter story
No love no glory
No hero in her skies

I can't take my eyes off of you

And so it is
just like you said it should be
we'll both forget the breeze
most of the time

And so it is
the colder water
the blower's daughter
the pupil in denial

I can't take my eyes off of you

Did I say that I loathe you?
Did I say that I want to leave it all behind?

I can't take my eyes off of you
my mind 'til I find somebody new

domingo, fevereiro 13, 2005

Conceitual


Conceitual
Originally uploaded by Mari Ceratti.

Ei!


Mari Lee
Originally uploaded by Mari Ceratti.

Sou a Mari Lee e moro em Brasília, a ilha da fantasia :-)
Achei hoje essa foto tirada ha um tempão num palm com câmera...

sexta-feira, fevereiro 11, 2005

Uma coisa leva à outra

Pois é, ontem eu finalmente tive a chance de ver como é o Porcão aqui em Brasília (eu já tinha visto o do Rio, em Copa... paguei R$ 22 pelo all you can eat, contra os míseros R$ 45 cobrados aqui).

Não!!! Eu ainda não estou com essa grana toda para comer nababescamente esse monte de carne. Mesmo que eu tivesse tanto $$$, ainda assim não iria lá tão fácil.

Ontem fui só para tomar um suquinho (juro!!!) no aniversário da Patyleuza, no bar que o Porcão também tem. Dá para tomar uns drinks e comer uns petiscos sem estourar a conta bancária (por exemplo, uma travessa enorme de pastéis sai por uns R$ 11). Acho que eles nem divulgam muito isso, senão todo mundo vai deixar de ir no esquema nababesco para só ficar no bar com a galera, bebendo e comendo umas poucas coisas e gastando pouquinho.

O curioso é que, na porta do lugar, é impossível não reparar na "decoração" formada por esteiras, bicicletas e aparelhos de abdominal. Tem até um Bob, aqueles bonecos que servem para a gente socar e chutar (tadinho! hehe). Tudo assim, estrategicamente colocado à venda na saída, para lembrar os pobres glutões de sua responsabilidade com os próprios índices de gordura e colesterol. Com aquela pancinha que salta da calça depois que a gente come muito, sabe?

==========================================================

Beijos para a Paty (parabéns de novo!!!) e para todas as mulé. Amo vocês! :-)

quarta-feira, fevereiro 09, 2005

Estrela (de)cadente

Há uns dias eu tinha lido uma notinha sobre o pedido de falência que dois fornecedores fizeram à brinquedos Estrela. Cara, fiquei chocada! Eu tive uns brinquedos da marca na minha infância, dos quais me lembro particularmente de três.

O primeiro foi a boneca Amore, que falava frases diferentes quando a gente mexia os braços e pernas e quando ela ficava sem chupeta. Eu enchi tanto o saco da minha mãe, mas tanto, que ela acabou me dando de presente de Natal. Isso deve ter sido lá pelos idos de 1985, quando a gente tinha acabado de chegar a Brasília. Eu ainda me lembro dela levando a gente (eu e meu irmão do meio) pelo Conjunto Nacional para dar uma olhada nos possíveis presentes. É claro que eu não tive paciência de esperar pelo Natal e acabei berrando um monte para mamãe me dar a boneca na hora. Ai, ai... desculpa, mãe. Agora que sou grande :-) reconheço o quanto crianças chorosas são insuportáveis. Você vai para o céu, tamanha a sua paciência. E eu, escolada, me recusarei a ter filhos.

O segundo foi uma boneca da qual não vou me lembrar o nome agora, mas ela vestia maiô, touquinha... e nadava! "Sabia" crawl, borboleta e costas. Por motivos óbvios, eu me apaixonei por ela. Devo ter ganhado um tempo depois da Amore e antes de a gente mudar pra BH, porque eu ainda me lembro de tê-la colocado para nadar na piscina lá do bloco.

O terceiro foi a Barbie. Só tive uma, que ganhei quando já era "velha" (uns 10 ou 11 anos). Mas não posso reclamar, porque brinquei um monte com as das minhas amigas. A gente ficava quatro horas para montar a casa da Barbie, o carro da Barbie, o salão de beleza da Barbie, o escambau-a-quatro da Barbie e depois cansava. No final das contas, só dava conta de brincar uma meia hora com a bonequinha.

Outras pessoas da minha geração têm histórias parecidas com a minha, razão pela qual não tem como não ficar impressionada com a possibilidade de isso vir a acabar. Tá certo que empresas são empresas, que vivemos num capitalismo (neo) liberal implacável, que isso é coisa de mercado e acontece. Acontece mesmo, vai fazer o quê? Mas existem marcas que transcendem tudo isso e se revestem de um verniz emotivo que dura por muito tempo, como a Estrela.

Um repórter da Istoé Dinheiro captou bem esse pensamento e fez uma boa matéria explicando o que aconteceu. Leia aqui:
http://www.terra.com.br/istoedinheiro/387/negocios/cai_estrela.htm

Tá barátio!

iBook e iPod: feitos sob medida para estudantes

SÃO PAULO – janeiro, 2005 - Os estudantes que precisam de um computador potente e portátil, a Apple tem um sob medida. O iBook é leve, pequeno e vem com os recursos necessários para você poder trabalhar tranquilamente. Já para aqueles que gostam de música, mas quer muito mais que um tocador de MP3, o iPod é ideal para guardar suas informações mais importantes. Juntos eles se completam e, separados, são os melhores em suas categorias.

Ideal para estudantes, o iBook tem gravador de CD e leitor de DVD e uma série de programas que ajudam a desenvolver a criatividade. O iBook vem com cinco aplicativos importantes: Apple Works, iPhoto, iMovie, iTunes, iDVD e GarageBand.

O iMovie é ideal para quem precisa montar vídeos, já que ele edita material digital rapidamente; o iPhoto é para quem precisa ter suas fotos sempre à mão, basta conectar qualquer câmera digital no seu iBook e ele automaticamente reconhece e baixa suas fotos; o iTunes, muito mais que uma simples jukebox digital, permite que você edite e guarde aqui a trilha sonora para seus vídeos e seu iPod; o iDVD permite montar DVDs com vários temas diferentes; e o GarageBand é para aqueles que adoram música e que agora, finalmente, podem compor suas próprias composições.

O iBook ainda pode ser usado naquelas conversas online com os amigos durante horas. Isso é possível porque ele vem com o iChat AV instalado. Com uma câmera digital, você consegue falar com pessoas em outros países como se fosse um chat normal de Internet. Você ouve, vê e fala com qualquer pessoa em qualquer parte do mundo.

Além de todos esse recursos, o iBook ainda pode ser usado para assistir seus DVDs favoritos, ouvir CDs e baixar jogos da internet. O iBook já vem com o sistema operacional da Apple, Mac OS X Panther instalado, o Mail, para troca de emails e o Safari, para acesso à Internet.

E quem disse que não pode levar seu iPod para a faculdade? O tocador de MP3 mais vendido no mundo tem muito mais utilidade que simplesmente tocar música.

Com um dísco rígido, o iPod permite que os estudantes baixem arquivos, podendo carregar trabalhos, apresentações, notícias, idéias, tudo em qualquer formato, além de armazenar fotos digitais. Data de provas, aniversários, telefones e emails também podem ser guardados no iPod, graças a sua agenda de telefone e compromisso.

Mas o iPod também pode ser usado como despertador, podendo despertar com sua música favorita. E, se dormir ouvindo música, o sistema de sleep desliga o aparelho, poupando a bateria. O iPod também vem com uma série de jogos para distrair os estudantes em um momento de tensão, como o Paciência e Tétris.

O iBook está disponível nas seguintes configurações:
- Processador PowerPC G4 de 1.2 GHz, pesando apenas 2,22 quilos:
- um nítido monitor TFT de matriz ativa com 12,1 polegadas (diagonais);
- 256 MB de SDRAM DDR expansível até o máximo de 1,25 GB de memória;
- um disco rígido Ultra ATA de 30GB;
- AirPort Extreme pare rede sem fio 802.11g de 54 Mbps;
- duas portas USB 2.0, FireWire 400;
- saída de vídeo VGA, S-vídeo e suporte a saída de vídeo composite;
- Ethernet (10/100BASE-T); e
- um combo drive slot-load (DVD-ROM/CD-RW);
- PREÇO: R$5990

- Processador PowerPC G4 de 1.33 GHz, pesando apenas 2,68 quilos;
- um nítido monitor TFT de matriz ativa com 14,1 polegadas (diagonais);
- 256 MB de SDRAM DDR expansível até o máximo de 1,25 GB de memória;
- um disco rígido Ultra ATA de 60GB;
- AirPort Extreme pare rede sem fio 802.11g de 54 Mbps;
- duas portas USB 2.0, FireWire 400;
- saída de vídeo VGA, S-vídeo e suporte a saída de vídeo composite;
- Ethernet (10/100BASE-T); e
- um combo drive slot-load (DVD-ROM/CD-RW);
- PREÇO: R$7990

- Processador PowerPC G4 de 1.33 GHz, pesando apenas 2,68 quilos;
- um nítido monitor TFT de matriz ativa com 14,1 polegadas (diagonais);
- 256 MB de SDRAM DDR expansível até o máximo de 1,25 GB de memória;
- um disco rígido Ultra ATA de 60GB;
- AirPort Extreme pare rede sem fio 802.11g de 54 Mbps;
- duas portas USB 2.0, FireWire 400;
- saída de vídeo VGA, S-vídeo e suporte a saída de vídeo composite;
- Ethernet (10/100BASE-T); e
- um SuperDrive slot-load (DVD-R/CD-RW);
- PREÇO: R$8990

Já o iPod está disponível nos seguintes modelos:
- iPod com capacidade de 20 GB (R$2390) e 40 GB (R$2990), equivalente a até 10 mil músicas, dependendo do modelo;
- iPod mini de 4 GB (R$1890) com capacidade para até 1000 músicas;
- iPod U2 de 20 GB (R$2590), que já vem com as músicas do mais recente CD How to Dismantle an Atomic Bomb e;
- iPod Photo de 40 GB (R$3390) e 60 GB (R$3990), que armazena mais de 15 mil músicas e 25 mil fotos, dependendo do modelo.

==============================================================

Gente, se eu soubesse que era tudo assim, tão barato, já tinha pedido dois de cada produto nos meus tempos de estudante da UnB. Será que se eu apresentar minha carteirinha do curso de extensão em jornalismo econômico eles ainda liberam esse precinho camarada pra mim?

terça-feira, fevereiro 08, 2005

Descompasso

Nas minhas últimas idas ao cinema, uma coisa tem me chamado a atenção, em meio aos milhões de anúncios insuportáveis que são exibidos antes do trailers. (Vejam: antes do filme, a gente só assistia aos trailers, uma forma legal de avaliar os filmes que estão para chegar. Agora, temos que agüentar umas coisas tipo IGRaiders e outras merdas).

É o anúncio patrocinado por representantes da indústria do entretenimento (se estivéssemos nos EUA, seriam a RIAA e a MPAA. Mas, aqui, confesso que não sei os nomes). Nele, vemos uma seqüência de imagens tremelicantes, com uns textinhos em maiúsculas intimidantes:

VOCÊ ROUBARIA UMA CARTEIRA??????
VOCÊ ROUBARIA UMA BOLSA?????
VOCÊ ROUBARIA UM CELULAR???
...
BAIXAR MÚSICAS E FILMES PELA INTERNET É ROUBO
VOCÊ FARIA ISSO???

Não sei se o texto é exatamente esse, mas a idéia é bem essa. Em meio a tudo isso, só falta surgir um senhor de túnica e barbas brancas, condenando ao inferno aqueles que fazem download de músicas e filmes pela web. Assim, bem exagerado.

Pois é: nas primeiras aulas da faculdade de comunicação, a gente já aprende que não adianta tentar se comunicar se a gente não sabe direito quem é nosso público-alvo. E, creio eu, o problema acometeu os nobres mocinhos que criaram o comercial para ser exibido no cinema.

Aquela mensagem não deveria ser exibida para as pessoas que estão comodamente sentadas em suas poltronas. Afinal, elas estão ali justamente porque simplesmente não estavam a fim, ou não tinham os meios apropriados para baixar filmes na web. Nessa condição, eu é que me sinto roubada de ter de pagar um ingresso caríssimo (eu ainda tenho carteirinha de estudante de jornalismo econômico. Mas e quando março chegar e a carteirinha vencer? Lascou) toda vez que quero ver algo. Só que eu não estou a fim de ver filmes no monitor do micro! E o custo daquelas famílias enormes que, além de ingresso, pagam estacionamento de shopping ou flanelinha, pipoca, refrigerante para a molecada, etc., etc.? É ou não é roubo?

Definitivamente, esse não é o público no qual o anúncio deveria estar focado. Não tenho pesquisas comprovando, mas acho que dá para inferir que, quem gasta os tubos para sair de casa e ir ao cinema não apela para a internet assim tão fácil. E os nobres mocinhos, com sua nobre causa, pelo jeito ainda não se deram conta disso.

Eles também poderiam parar para pensar: se há gente baixando vídeos e músicas de graça pela internet, é porque alguma coisa está muito errada e ultrapassada com os atuais modelos de negócio da indústria do entretenimento. E, em vez de ficar torrando a paciência da pobre audiência do cinema, os nobres mocinhos bem que poderiam voltar seu tempo e massa cinzenta para adaptar a indústria à nova era dos bits.

segunda-feira, fevereiro 07, 2005

O shake da'ass de Ray

Amei, adorei assistir ao Jamie Foxx interpretando Ray. Incrível como o cara ficou parecido, tanto é que em um momento do filme mostram algumas imagens de Jamie e Ray, e é quase impossível distinguir um do outro. A não ser, claro, quando as imagens são do músico já mais velho.
O filme, apesar de longo, é emocionante e tem uma fotografia linda, colorida, com umas texturas bacanas.
Sem contar as músicas, que já nos anos 50 botavam a galera para dar um shake that ass básico, mas muito menos vulgar do que a gente vê hoje em dia :-)

Sou tosca, mas estou na moda

Aiaiai... tô no plantãozão besta de carnaval, felizmente bem longe do Ceilambódromo e outras manifestações populares do gênero. Odeio!
Aproveitei um minutinho livre ontem para ler a entrevista com a Tati Quebra Barraco na Marie Claire. Cara, não entendo como uma mulher tosca e cabrunca como aquela ficou na moda assim... do nada. Botou todos os modernetes para dançar ao som de Cartão Magnético (no final da matéria, mostraram algumas letras, todas hilárias). Bom, moda é moda, né? E todas elas passam.
Para ler a entrevista: www.marieclaire.globo.com

sexta-feira, fevereiro 04, 2005

Linda


julie delpy
Originally uploaded by Mari Ceratti.
Mais uma de Julie Delpy em Antes do Amanhecer. Acho que vou ver de novo os dois filmes.
Quando eu crescer, quero ser igual a ela :-)

O casal mais legal do cinema


before sunrise 2
Originally uploaded by Mari Ceratti.

Julie Delpy e Ethan Hawke, em Antes do Amanhecer (1995).
Na foto eles aparecem novinhos, novinhos. Julie, então (olha a intimidade... hehehe), não era tão loira, nem tão magra quanto agora. Eles estão de volta em Antes do Pôr do Sol (2004), mais velhos, mais interessantes, legais e confusos do que nunca.
O filme estréia hoje por aqui, depois de já ter passado em um monte de lugares do Brasil... tambem vale lembrar que, nos Estados Unidos, a parte dois da história de Jesse e Celine já chegou até ao DVD.
Demorou, demorou...

quinta-feira, fevereiro 03, 2005

Tudo por um frango

Chocante, chocante a capa do Correio de hoje (www.correioweb.com.br).
A foto não foi tirada no asséptico Plano Piloto, mas em Unaí (MG, a 150km daqui), onde uma tempestade durou 17 horas e provocou a interdição de três pontes.
Nela, a gente vê a água barrenta chegar quase ao telhado de uma casa. E, no meio dela, um cara de boné nada.
Por que ele nada?
Para salvar um frango, ele disse. "Eu nado bem, não me incomodo de tentar salvar uma vida, seja de homem, mulher ou bicho".
Hum... sei não. Eu e Mary Amazon começamos a especular, diante de tamanho desprendimento. Será que ele ficou cinco anos engordando esse frango? Será que esse era o frango de estimação do filho dele? Será que em vez de frango, tratava-se de uma franga, prestes a botar ovos?
Resposta: nenhuma das alternativas está correta.
Na reportagem, lá dentro do jornal, o tio contou que ficou emocionado com a luta do frango pela vida. Ele (a ave) já havia tentado buscar abrigo em um telhado de galpão e depois numa árvore. Não deu certo. Estava quase pedindo arrego quando o servidor público Valusiano Pereira o encontrou.
Agora, ao que consta, homem e frango passam bem.

(A bondade humana é mesmo tocante. No entanto, nada me tira da cabeça que esse frango sobreviveu à força da tempestade, mas não resistirá às águas quentes da panela de seu Valusiano).

Very good, bichinha! Very good...

Dicionário pernambukinglish

What the hell is that? = Diabéisso?
Hurry up! = Avia, homi!
Take it easy! = Se avexe não!
Don´t be stupid! = Deixe de ser jumento!
Let´s go, fellows! = Rumbora negada!
No thanks! = Carece não!
Very far away! = Lá na carraducarai!
Very good = Danado de bom
This way = Peralí
More or less = Marromeno
Straight ahead = No rumo da venta
Get out of the way = Ó o mei! Sai do mei!
That´s cool! = É pai d´égua!
I give up! = Eu peço penico!
Wait for me! = Perainda!
Hey, mister! = Psiu, ei seu Zé!
Son of a bitch = Fi duma égua
Come to me, baby! = Ande, Tonha

terça-feira, fevereiro 01, 2005

Tango cor de rosa


Tango cor de rosa
Originally uploaded by Mari Ceratti.
Amei, amei o Picasa - gerenciador de fotos do Google, concorrente total do Flickr. Alem de ter uma usabilidade muito melhor, o Picasa tem um bocado de funções que o outro não tem (como ajustes de cores e brilhos).

Foi com esses recursos que deixei essa foto completamente modificada: primeiro, em preto-e-branco. Depois, rosa pêssego. Que fofo...

O ponto negativo é que, para enviar fotos para o Blogger, o Picasa exige que baixemos tambem o software Hello...