domingo, agosto 06, 2006

Homens, fora!

Eu sei, eu sou mulher, mas há coisas nas próprias mulheres que me deixam meio irritada.

Esse estranho hábito de levar os namorados e maridos para comprar roupa, sapato, essas coisas, por exemplo. Ontem, eu e mamãe fomos ver qual era a dos 10 anos do Bsb Mix e ficamos espantadas não só com a enorme quantidade de coisas cafonas – mas também com a horda de homens acompanhando as suas consortes.

As caras deles não pareciam lá muito felizes.

Teve uma hora em que fui experimentar uma blusa verdinha, uma das poucas coisas legais que vimos, e mami ficou assistindo a agonia de um desses caras (sentado, esperando a mulher fuçando as araras). Uma hora, ele levantou, furioso, e saiu, o que fez com que a mina gritasse para ele voltar e esperar mais um pouco. Ela finalmente escolheu o que queria e foi experimentar. O cara sentou de novo e fez a mesma cara de esfíncter contraído. Aaaaah!!!

Vimos umas cenas parecidas enquanto passeávamos pelo pavilhão montado lá no Pontão do Lago Sul. Invariavelmente, as moças se entretinham enquanto os caras ficavam meio afastados, olhando para o nada, esperando pelo momento em que elas resolvessem comprar algo. Talvez alguns deles estivessem aguardando o instante em que finalmente deveriam se apresentar para dar o dinheiro ou o cheque.

A gente ficou especulando se os caras estavam ali a convite (ou obrigação) das mulheres, ou se eles tinham se oferecido para acompanhá-las.

Acho que se eu tivesse de deixar um, apenas um conselho para a humanidade (oh, pretensão), pediria às mulheres que não chamassem seus amados para acompanhá-las (há tempos que dispensei meu namorado dessa tarefa). Nem no Bsb Mix, nem na Daslu, nem na Marisa. Aliás, muito menos na Marisa: nada pior do que sair para comprar roupa de baixo, meia-calça, etc., e ver que há homens acompanhantes espiando de rabo de olho o que as outras mulheres estão comprando. É constrangedor.

(Foi mal se o texto parece machista, mas ver aqueles rostos agoniados ontem não foi nada legal. hehe)

7 comentários:

Ashka disse...

Mari

Que bom que voltou ao blog!!
Pois é. Concordo com você. E ainda vou além - e em duas áreas.

Primeiro: conheço mulheres que vão ao cabelereiro, seja em shopping ou aqueles de bairro mesmo, com o marido e/ou o cachorro. Por favor, no salão é demais. Os acompanhantes ficam aguardando a mulher lavar o cabelo, secar, fazer escova, chapinha, manicure e pedicure. Coitados. Horror geral.

Acho que os homens precisam ver a
mulher pronta, linda e cheirosa, mas não precisam acompanhar toda a sessão de embelezamento. E detalhe, horror para todas as outras mulheres do salão que são observadas enquanto depilam buço, sombrancelha e reclamam/confessam problemas, dentre eles, homens com as manicures.

E segundo: crianças. Para que levar crianças, em carrinhos de bebê ou então aqueles que estão andando há pouco tempo, para shopping em dia de promoção para pegar aquela fila de aproximadamente 45 minutos para provar uma roupa na Zara ou outra loja bacaninha com preços acessíveis, especialmente em promoção de "limpa estoque de estação".

Por que não deixam as coitadas das crianças em casa, assistindo desenhos animados, com cadernos e lápis de cor para brincar ou sei lá, com o pai, avós, tias, sogros, etc?

Ou então, já que é um passeio em família no shopping, acabo de vir com uma solução genial (se porventura casar e tiver filhos, vai ser essa a minha opção): deixe o marido com a criança no cinema assistindo um filme dublado cheio de coisinhas fofas e vá as compras durante duas horas! E se encontrem depois no estacionamento ou na praça de alimentação.

Tais

Ale Carvalho disse...

hahahahha... ÓTIMO! sábado tb vi uma parada assim... entrei numa loja de olho na jaquetinha da vitrine. Lá dentro,enquanto eu olhava outras coisas, chegou uma mulher e remexe, procura, remexe.... até que o marido entrou e disse ESTOU INDO EMBORA...rs... e a mulher disse NÃO FICA ... É RÁPIDO... remexe, estica e puxa.... EU TO INDO EMBORA.... aí a mulher pegou as 4 peças que tinha na mão e resolveu pagar..rs.
Acho que muitas vão pra lá, achando que pode rolar um presentinho, né? Eu nunca levo meu namorado. A não ser que seja pra comprar um tênis p/ fazer ginástica... essas coisas rápidas e sem muita frescura... e que homem gosta de opinar!! ;)) beijos

Juvencio de Arruda disse...

Putz...pena que mamãe não leu isso...rs...passei o diabo na infancia. As esposas, a "finada" e a atual, felizmente, nunca alugaram.Abs

Felipe Campbell disse...

Acho que o cara quer dar uma de legal, tipo "companheiro", mas não se dá conta de que está na verdade dando um tiro pela culatra. Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa. Imagina como deve ser chato para a mulher acompanhar o cara numa pelada de futebol ou ainda quando ele estiver procurando aparelhos eletrônicos (exceções feitas às simpáticas, astutas e sempre prestativas e queridas repórteres de informática que aprenderam a curtir isso).

BEijoca e vê se não espera mais três meses para escrever de novo. O link para o seu blog tá na nossa mira lá!!! Abandone-o e ele será exterminado, hihihi..

André disse...

Querida Mari,
Quando eu namorava, ainda curtia acompanhar. Depois do casamento e das filhas, não curto mais. Afinal, são três mulheres lá em casa ;-)
beijo

Ane Brasil disse...

Rapá, esse lance de homi í cum muié comprá rôpa... issu num dá certu...
Falando sério: ta aí uma coisa que deveria constar nos contratos pre-nupciais: jamais levar o ser amado pra fazer compra

françoise disse...

mari, querida. concordo em gênero, número, grau, signo e cor com VC. risos. é idéia de jerico levar homem pra fazer compras. eu tb observo os coitados à espera das indecisas mulheres.
pras mulheres entenderem: fazer um homem ficar à espera da mulher comprar roupa é igual obrigar a mulher a ver a reprise dos melhores gols do futebol de domingo durante 5 horas.
no way!
bjo,