quarta-feira, abril 28, 2010

Tevelisão - 2

Novelas são narrativas visuais tão primárias que não é preciso muito para entender a história.

Basta saber o nome dos personagens e alguns conflitinhos básicos -- mas isso consegue-se lendo os jornais (em papel ou online).

Semana passada, descobri que dá para ver tevê pela tela da esteira da academia. Na falta de algo melhor, fui ver novela, claro.

Me propus a assistir sem som porque: 1) A música no tocador de MP3 estava ótima; 2) Queria ver o quanto conseguiria captar da trama sem ouvir os diálogos.

Dá para entender tudo, é incrível.

Como ela é assinada pelo Manoel Carlos, naturalmente que a protagonista se chama Helena. Ainda há outras personagens que têm tido uma participação gorda na trama: Dora (Giovanna Antonelli), que é (ou era) empregada de Helena; e Luciana (Alinne Moraes), uma modelo que ficou tetraplégica depois de um acidente.

Em síntese, o capítulo reunia tomadas românticas com Helena e seu namorado (Thiago Lacerda) na praia (em Búzios), passeios e armações de Dora (grávida) na mesma praia e, no Rio de Janeiro, cenas de Luciana ouvindo conselhos edificantes para segurar a onda.

Ouvir diálogos pra quê? Completamente desnecessário. Já sei que são todos uma droga mesmo.

Em tempo: o Thiago Lacerda é uma porta como ator, mas como é bonito esse menino. Quem não vê novela não se lembra dessas coisas.

.................................................

Dia desses, dei carona ao Soroh, o ex-diagramador mais figura da redação.

- Tô seco pra assistir à última temporada de Lost. Uns amigos meus estão baixando - ele me contou.

- Nunca vi Lost. Todo mundo que vê fica escravizado, e eu adoro a minha liberdade - provoquei.

Como previ, meu carona ficou exaltado, lógico.

- Liberdade é o #$%^&*, Mari! Ser escravizado por Lost é muito bom!!!!!! - ele respondeu assim, com um monte de exclamações.

-
Companheiro, ninguém nunca me convenceu de que eu precisava de Lost. Tô fora! - enfatizei.

Ah, e não pretendo mudar de idéia tão cedo.

5 comentários:

Mefisto disse...

Sou escravo confesso de Lost. Hoje à noite eu baixo o capítulo que saiu ontem nos EUA, já legendado, vou pra casa dos meus vizinhos, escolhemos o cardápio, se vai ser vodca ou vinho, e vamos noite a dentro aguardando a resolução (já ouvi falar que não vai ter muita) dos mistérios da ilha.

Só tem outra coisa na qual eu deixo tirarem minha liberdade, mas pode ter crianças lendo o blog...

Arthur H. Herdy disse...

Eu tenho a teoria, nada mirabolante, de que "Lost" nada mais é do que uma "Viver a vida" que encontrou "Pantanal" no caminho. Nada acontece. Nada acontece no mato. Ponto. HAHAHAHAHAHA.

Caracol menina disse...

Mariiiii, que fotos maravilhosas do céu/pôr-do-sol!!!
Parabéns!!

Na verdade só que dizer mais uma coisa: tu tens toda razão. E com muito bom humor.

solin/caracol menina

Caracol menina disse...

Update:

que linda vc está na foto do perfil *.*

vc conhece um programa chamado América Latina Tal como Somos?

Beijos direto da Paraíba ;D

Caracol menina disse...

Update:

que linda vc está na foto do perfil *.*

vc conhece um programa chamado América Latina Tal como Somos?

Beijos direto da Paraíba ;D