quarta-feira, janeiro 18, 2006

A princesa rock and roll

O sempre festejado Alexandre Herchcovitch finalmente conquistou meu coração empedernido. No primeiro dia da SPFW, apresentou sua coleção definitivamente mais linda em um salão enorme, todo decorado com brasões bem ao estilo medieval. Mas sem se esquecer de seu símbolo clássico, as caveiras, que também estamparam as bandeiras do cenário.

É a sua criação mais bela porque também é a mais minimalista. E a mais feminina. Suas misturas estranhas de cores e estampas, que eram vistas em desfiles anteriores, deram vez a um conjunto muito mais limpo. A começar pela cartela de cores: preto, muito preto, e cinza escuro, abriram o show. Depois, vieram acompanhando peças em verde claro, rosa-pêssego, um roxo meio pálido. Mas tudo muito discreto. O máximo de exagero a que Herchcovitch se permitiu, dessa vez, foram algumas peças em duas cores (verde e rosa-pêssego, por exemplo). As estampas foram pouquíssimas e passavam longe dos quadriculados over de coleções anteriores.

As modelagens amplas, uma característica do estilista, não poderiam faltar. Tecidos molinhos deram forma e movimento a blusas e saias, que compunham looks com calças e casacos de brim e lã. As calças eram bem sequinhas, mas não apertadíssimas – uma marca do estilista, que em outras ocasiões disse achar a moda brasileira "justa demais".

A contraposição de tecidos leves e pesados, de cores claras e escuras, veste uma mulher que tem forte influência da Idade Média (daí a decoração com brasões no cenário). Golas altas, cinturas marcadas no lugar certo (quase nada de saint-tropez), mangas bufantes e amarrações delicadas fazem parte do conjunto. Surpreendentemente, tudo também tem um toque meio gótico, que faz lembrar o rock dos anos 80 – lembrem-se, época em que a gente também viu quase tudo isso nas roupas. As calças no estilo montaria, usadas pelas mocinhas por baixo das saias, vestirá as mulheres no próximo inverno. Nos pés, para amenizar o frio, botas – usadas sempre, com saia ou por cima das calças. No máximo, um sapatinho fechado.

3 comentários:

Felipe Campbell disse...

Ai meu Deus... SPFWeek não tem nada a ver com você, Ruuuu!!!

Beijinhos!!

Françoise disse...

Etcha mulher fervida! SP ficou besta contigo, dona Mariana. Abalou geral.
beijim,

Ale Carvalho (Lain) disse...

nunca escrevi um texto sobre moda, mas sobre ROCK já... talvez as duas coisas precisem dos mesmos detalhes, né? das mesma frescurinhas ao falar...rs... acho que vc escreve melhor que eu sobre moda!! bj