terça-feira, outubro 24, 2006

Dois filmes


Um filme que me encantou e um que não considerei grandes coisas:
O maravilhoso é Pequena Miss Sunshine, que estreou no último fim de semana. É sensacional porque fez sucesso no Festival de Sundance, ou fez sucesso em Sundance porque é sensacional? Não sei, mas recomendo assim mesmo. Para quem ainda não leu, é a história de uma família absolutamente buscapé e freak, que vai de Kombi do Novo México até a Califórnia para que a caçula participe de um concurso de beleza mirim. Não sei por que, mas quando vi o trailer, me pareceu um filme meio deprê. Nada disso. A história diz muito sobre a importância da autenticidade em um mundo cada vez mais cheio de gente poser, e as atuações são bem engraçadas. Tem Toni Collette (bem mais magra do que em O casamento de Muriel), Abigail Breslin (a fofa que participa do concurso) e Alan Arkin, no papel de um avô tão surreal que ensina à neta uma coreografia... bom, melhor não comentar. E o filme ainda tem um site fantástico! Para ver, clique aqui.
O mais ou menos é Dália negra. O filme me impressionou tão pouco que, uma semana depois, eu já não lembrava mais o que tinha assistido na minha última ida ao cinema (hehe!). Em contrapartida, não o achei tão ruim quanto o repórter d'O Globo que fez a resenha para o Festival do Rio. As atuações, por exemplo, me surpreenderam positivamente (à exceção da atriz que interpreta a mãe da grande Hillary Swank). Scarlett Johansson está fera, mas essa é hors-concours, né não? O roteiro, em compensação, tem um quê de obra literária mal-adaptada. A narrativa é completamente picotada e, em alguns momentos, apresenta soluções vindas do lugar nenhum (como quando um dos policiais descobre o local onde a jovem atriz foi morta). Tenho certeza de que, no livro, esse caminho está muito mais bem apontado do que no filme. Esse descompasso entre o que se conta no filme e o que se lê no livro, aliás, também senti quando assisti a Moça com brinco de pérola – outra história protagonizada pela linda Scarlett. Minha cotação pro filme? Duas estrelas. E meia ;-)

Um comentário:

Arthur Herdy disse...

O mais triste é pensar q a Scarlett Johansson é só UM ANO E MEIO mais velha q eu e provavelmente já ganhou mais dinheiro do que eu vou conseguir na vida inteira! E pior: Só fazendo filme bom!

Hahahahahahahahahahahahaha

Por falar nisso, estreou nos EUA este fds, mais um filme dela. Chama The Prestige. É dirigido pelo Christopher Nolan (Amnésia) e tyem no elenco além dela, Christian Bale (Psicopata maericano, Batman Begins) e Hugh Jackman (X-Men).

E ela ainda repete a parceria com o Woody Allen em Scoop, também com Hugh Jackman.

E PRA PIORAR:

http://www.idontlikeyouinthatway.com/pictures/20061023/scarlett%20johansson%20allure/sjall2.html

Ainda É LINDA! Puta q pariu!

;)