quinta-feira, novembro 04, 2010

Informação edificante

Nunca tente matar baratas usando um aspirador de pó ligado, porque elas resistem.

Você algum dia achou que fosse precisar dessa informação? Pois é, eu também não.

Até dia desses, quando uma enorme representante da espécie entrou pela janela (tal qual o morcego que me deu um trabalho danado certa vez) e se alojou num cantinho de parede. Malandra!

Como não uso scarpins -- dizem que são ótimos para esse fim -- e eu não podia contar com a ajuda de nenhum ser com 4 bilhões de neurônios a mais, peguei a primeira coisa que vi na hora: o senhor aspirador.

A história acabaria aqui se os eletrodomésticos do gênero tivessem algum mecanismo sádico que triturasse automaticamente qualquer objeto que passasse pelo cano antes de entrar naquele saco de papel. O problema é que eles não têm! Fica a dica para os fabricantes do setor, rs.

Uns dois minutos que desliguei o aparelho, ela ressurgiu de onde nunca devia ter saído. Meio grogue, meio desestruturada, mas ainda viva. E ainda fez uns barulhinhos antes de sair da mangueira. Eca.

Pelo menos agora ela foi para um lugar ao alcance das minhas Havaianas.

Plá!

8 comentários:

Nira disse...

você é minha heroína. quer se mudar lá pra casa? te dou casa comida e roupalavada desde que você mate todas as baratas que aparecerem, rsrsrs
homem? dá mais trabalho ainda do que as baratas....

Nira disse...

Quero ser igual a você quando crescer... :)

Fe Velloso disse...

Uma amiga minha, descendente de Chineses budistas, contava que os pais tinham tanto 'respeito' com os seres vivos em geral ao ponto de não matar bichano algum. Nem molusco.

Eles aspiravam as baratas, formigas, largatixas e as devolviam para o seu lugar: fora de casa.

E os seres voltavam, claro.

homi disse...

play!

RC disse...

Ué, seu aspirador não é o Vacuum Cleaner com Cucaracha Carbonizator do Polishop?

Mari Ceratti disse...

Eu quero, RC!!!!!!! hehe

Anônimo disse...

Explodi de riso no "Plá"...

Ciça disse...

Mari,
Muito bom o texto. E, se a ideia não deu muito certo, não dá pra negar que inventiva você é! Mais sucesso da próxima vez, hehe.