segunda-feira, março 16, 2009

Depois da onda pesada, a onda zen


Será que é preciso contar a história? Bom, vamos lá. :-) Canoa Quebrada, Ceará, começou a virar destino de viagem lá pela década de 1970, quando uns hippies atravessaram a pé umas dunas enormes e se deram conta de que, aê, o visual de lá dava um transe místico.


Antes disso, o lugar era um vilarejo de pescadores sem luz elétrica nem nada. Aos poucos, ganhou uma infra bacana (pousadas, restaurantes, comércio, passeios organizados) e uma estrada em estado razoável que a conecta com o resto do estado.


A vila de pescadores continua lá. Foi até filmada para uns episódios de Malhação. A novelinha da Globo, aliás, deu uma euforia em várias pessoas locais. Agora que Canoa Quebrada foi exibida na tevê, pode-se ver na cidadezinha a jangada que apareceu na Malhação, a barraca de praia da Malhação, o parapente da Malhação, etc., etc., etc. Dá para se divertir observando isso.


A lua e a estrela, símbolos de Canoa (que tiveram origem no desenho que um paquistanês fez durante os anos 70), também foram devidamente registrados para a tevê. Este, da foto, é o original. Ao longo da praia, dá para ver umas duas ou três reproduções nas pedras das falésias.


O canto onde fica essa escultura é supervisitado por bugueiros e turistas. Mas, tirando a obra de arte, esse pedaço de praia nem é tão espetacular. Achei com cara de malcuidado. Melhor andar em direção às barracas Lazy Days (a da Malhação, hehe) e do Casqueiro (também conhecida como Barraca do Símbolo). Perto dali, uns recifes de corais deixam a água com ondas bem calmas. Uma delícia para nadar.




Esse pedaço de mar (foto acima) fica perto da vila dos pescadores. Outro lugar bom para ir é depois do restaurante Bom Motivo. Dali em diante, a praia é praticamente sua. São quilômetros e quilômetros de areia branquinha e quase ninguém por perto. Sensacional. Vale avisar que, por lá, o mar é mais agitado e tem correnteza forte. Melhor ir de manhã cedo, na maré baixa.

Essa duna onde a galera faz aerobunda e esquibunda fica fora da cidade. É preciso descolar um passeio de buggy, o que é facílimo: basta procurar alguém da associação de motoristas. Eles ficam no centro da cidade (a Broadway) com suas camisetinhas brancas de manga azul.


Me amarro muito nessa foto aí de cima, tirada durante o passeio nas dunas. Acho que foi a mais legal que fiz na viagem.

Essa foi feita no mesmo passeio. Nada como ter máquina com um superzoom ótico. Esse cara estava longe à beça, caminhando sozinho, sabe-se lá para onde.

Tenho fotos de lua nascendo nas dunas e fotos da Broadway. O que coloco no ar amanhã? Mande um comentário e ajude-me a decidir. Bjo! :-)
Esqueci de dizer: o título deste post vem de uma música de Seu Jorge (do ótimo disco América Brasil, de 2007) mais do que adequada para lembrar de um lugar legal assim.

5 comentários:

Ugo Braga disse...

Foto da lua nascendo, claro.

Anônimo disse...

Tudo de Canoa Quebrada, muito, bastante, só para a gente 'viajar' também.

Solin disse...

hahahaha
eu tenho esse cd do Seu Jorge \o

Mari, minha foto favorita dessas é a do homem caminhando só. dá um efeito psicológico...

me conta, qual é sua camera? vi de longe. preta. linda ^^

eu gostaria de ver fotos da Broadway e da lua nascendo :D

=*

Alexia disse...

Oiiii Mari,
As suas fotos ficaram um sucesso!!!!
É tão bom viajar né?
Por aqui realmente só fica faltando a praia!
Carpe Diem
Bjs

Miguel M disse...

Oiii Mari!

Espero que curtiu as férias em Canoa. Chegou a fazer aero/esquibunda? É bom, só custa subir a duna depois rsrs